SCAM: bots nos Heads Up Sit and Gos

Um denunciante anônimo aponta um caso grave de uso de softwares fraudulentos em sites de poker

A presença de bots nas salas de poker online é um tema recorrente, desde 1 de Dezembro de 2018 até agora, a PartyPoker encerrou mais de 665 contas de bots. Contas que tinham um saldo conjunto de mais de $1.185.000,00.

“Desde 1 de Dezembro de 2018, mais de 75% dos encerramentos resultaram da detecção por parte desta nova equipa anti-fraude, e o site vai continuar a fornecer atualizações regulares sobre o número de contas de bots encerradas. Há dois anos atrás não seria possível, mas após ver pessoalmente o departamento de segurança, a equipe a trabalhar e as ferramentas que utilizam, estou muito confiante que eles podem impedir as pessoas que tentam jogar contra as regras.” Disse Patrick Leonard, da Team PartyPoker.

Os números não parecem acalmar os investidores da PartyPoker que na última apresentação de resultados da GVC, empresa mãe da partypoker, quiseram saber como a empresa está sendo influenciada neste sentido.

CEO da empresa, Kenneth Alexander acalmou os investidores e admitiu que os lucros da partypoker têm diminuído desde o início da limpeza da sala, mas que espera uma recuperação rápida.

Detalhes do caso de bots no Heads-Up Sit and Go:

Um denunciante anônimo com o nick de “godmode49” no site twoplustwo, um portal de conteúdo de poker, aponta um caso grave de uso de softwares ilegais. O jogo alvo do SCAM são os Heads-Up Sit&Go, particularmente os Hyperturbos.

O grupo de operadores mencionados já tem um histórico de salas problemáticas, como a WPN, a MicroGaming, a 888poker e a PartyPoker que têm se manifestado bastante na luta contra os bots.

Foi descoberta a existência de um “acordo de parceria” escrito entre os criadores desses softwares ilegais e os interessados em fazer uso desses para lucro próprio.

O acordo estabelece que o software tem um custo de $25.000 de entrada mais 25% dos lucros mensais do contratante. Há uma parte do acordo que estabelece que toda a atividade envolvendo o acordo e o uso do software deve ser mantida em sigilo até mesmo após o acordo ter sido rompido. Que devem ser escritos todos os resultados dos jogos no Google SpreadSheet no meio e no final de cada mês.

Como funciona o esquema?

Um dos alvos das acusações de software ilegal é a Xrab e HuMafia, que usam o programa para lucrar ilegalmente nos Heads-Up Spin and Gos Hypers. Para fazer uso do software é necessário dois computadores ligados simultaneamente. O PC da conta de jogador e o PC com o software. No PC de jogador estão as contas nos sites de poker e um programa chamado “UpTo” (Universal Poker Table Organizer ) . O outro computador recebe uma stream do PC do jogador e usa uma OCR (Reconhecimento Ótico de Carácter) para ler as cartas, stacks, flop, turn, river e blinds. O PC do software executa uma aplicação que acessa os arquivos de dados em um servidor para cada spot que o jogador estiver. A investigação revela um software em constante atualização, com vários updates em busca de melhoramentos gerais ou de contornar os updates dos operadores.

*Acompanhe as últimas novidades do Mais Poker pelo nosso Instagram: @maispoker

LEIA TAMBÉM: Candidato á presidência dos EUA e Negreanu conversam em ligação

Vini Perri conquista o 48º título brasileiro do Sunday Million

 OPSSS: WSOP se engana ao coroar Negreanu como Jogador do Ano

Mindset: como analisar histórias contadas na mesa de maneira crítica

 Marcelo Aziz crava o Bounty Builder $33, $125K Gtds

Peter Patrício pega 2º no $215 Sunday Warm-Up $115K Gtds

PartyPoker Million têm final trágico sendo cancelado

Show More

Related Articles

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Close