Caesars demite mais de 3 mil funcionários

O mundo inteiro está sofrendo dificuldades nesse momento, inclusive o Caesars. A economia despencando, as pessoas trancadas em casa, e consequentemente ninguém está frequentando cassinos ou clubes de poker. Em las Vegas, terra dos Cassinos, os custos desses empreendimentos são altíssimos, principalmente por terem muitos funcionários e estruturas gigantes para manter. O Caesars Entertainment em Las Vegas, conglomerado dono de vários cassinos, demitiu 3.200 funcionários por causa da crise gerada pelo COVID-19. A decisão foi tomada uma semana antes do governador de Nevada ordenar o fechamento de todos os cassinos do estado.

Épico: Galfond vira o jogo e recupera €900K contra Venividi

A demissão em massa afeta funcionários do Planet Hollywood, Harrahs, Rio All Suites (onde é sediado o WSOP), París, Caesars Palace, Flamingo, Bally’s, The Cromwell Hotel e Linq Hotel. A legislação local determina que as empresas devem notificar os funcionários com 60 dias de antecedência da demissão, esse protocolo não foi cumprido pelo Caesars. Após o surto do Corona vírus houve-se um recorde no pedido de seguros desemprego em Nevada atingindo a marca de 93.000 pedidos semana passada.

**Acompanhe as últimas novidades do Mais Poker pelo nosso Instagram: @maispoker

Como celebridades de Hollywood mantém o home game na quarentena

O Fundador do Pokerstars se declara culpado de fraude

Profissional David Sands confirma positivo para COVID-19

Elite Chip Care, a empresa explodindo durante o COVID-19

Doug Polk sai oficialmente do mundo do poker e conta planos

Por Camila Avelar

Show More

Related Articles

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Close